A escravidão foi o meio que os portugueses encontraram para tirar maior lucro do Brasil. Além do tráfico e do comércio de algumas essências naturais, em especial o pau-brasil (que deu origem ao nome do país), eles recorreram também à agricultura de açúcar, na época um produto raro, comercializado pelos árabes e vendido em gramas a preço de ouro, como se vendem hoje os remédios nas farmácias. De modo geral, o atual povo brasileiro é proveniente de quatro continentes: América, Europa, África e Ásia. Eles trouxeram em suas bagagens e memórias coletivas elementos representativos dessas culturas. É por isso que o Brasil, como país e como povo, oferece o melhor exemplo de cultura e civilizações. Por esta razão, aprender a conhecer o Brasil é aprender a conhecer a história e cultura de cada um desses componentes. Para entender “nossa” história e “nossa” identidade é preciso começar pelo estudo de todas suas matrizes culturais. Em relação à matriz africana, na maioria dos livros didáticos que conhecemos, o ensino sobre a África e seus povos é geralmente ausente ou apresentado de maneira distorcida ou estereotipada. Neste livro buscou-se contar um pouco da história esquecida ou deformada dos povos africanos que ajudaram a construir o país em que vivemos, uma história que pertence a todos nós, brasileiros, sem discriminação de cor, idade, gênero, etnia e religião.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *